Riqueza Volumosa

Moro na enseada do monte  onde o sol cedinho bate. Daqui não mudarei por nada a não ser que alguém me mate. Escuto  a onça rugir na serra, e os cachorros que latem. Delicioso  é morar no mato sem ter alguém que maltrate.   Todos que o sitio abandona  vai viver só de biscate, Ficam… Leia mais Riqueza Volumosa

A brisa anuncia

A brisa anuncia a chegada no pé de abacate. E freando na cumeeira de minha casa Os Bem-te-vis me convida para alegria. Sem saber que meu coração está em brasa. No dia primeiro do mês fui abandonado por ela. A vida está arruinado e toda esperança vaza. Nem brisa nem Bem-te-vis muda o sofrer. Nem… Leia mais A brisa anuncia

Matuto de Folga

Ninguém poderia prever que dias felizes ia um tempo me acontecer. E aconteceu com quem amo em minha casa vejo sol e lua nascer. Na frauda da montanha na fartura que meu sítio de tudo produz. As passaradas fazem gorjeio e nossa união que os planos da vida conduz. Apesar da idade avançada mais representa… Leia mais Matuto de Folga

Rodeio do Peru

Nos lúbricos estados de amor o lorpa que eu fui na inocência. A Loreta se requebrando nos cabarés onde eu tinha permanência. Vida sobrea e passageiro resultado foram em ir para falência. Fui um tolo loque te no dinheiro passando longe a inteligência. Com as noitadas na friagem saúde me soltando eu na sarjeta. Eu… Leia mais Rodeio do Peru