Adélio Carlini Arrasta Pé Vida atribulada (Arrasta Pé )

Vida atribulada (Arrasta Pé )

Trezentos e sessenta dias de serão, mais trezentos e sessenta dias de serão.
Assim completei quarenta anos de casado sem interromper amor e paixão.
Filhos que vieram em dificuldade mais e mais experiência se apoderou.
Ausente de toda a verdade na infelicidade os abutres me devorou.

Idade veio sem esperar e atravessou novo serão só avançou.
Meio século de luta saúde absoluta tudo diferençou evadiu o amor.
Amigos que rodeavam fugindo a riqueza extinguiram o serão fulminou.
Força enfraquecida em hora (agá) meu pensamento mudou e abandonou.

Sem amigos e parentes sem fortuna como bola no estádio transformou.
Judas Iscariotes me entregou,mas deus me protegeu e agasalhou.
Surraram minhas costas mais não era eu porque Deus é amigo meu.
Enriquecendo com a vida saudável que me deu e Judas pereceu.

Os bonitos serão da fé os trabalhos sincero está com Deus.
Um lugar que os invejosos traiçoeiros não mereceu.
Vida Atribulada com pilhérias e caçoadas favorável inverteu.
Hoje contínuo rico em serão amigos e amigas da onça escafedeu.

Composta em 11/10/2006 Hora 12:00

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Conteúdo relacionado