Chocadeira de Pinto (Baião)

Contratei uma velha feia não queixo tinha Corinto.
Meus amigos distanciaram ficou ermo meu recinto.
A velha tinha uma granja é chocadeira de pinto.
Dei um chute no bumbum mandando ela pros quintos.

Tinha lã e ninfomania acabei com meu extinto.
Não mudou a minha vida com seu triplo labirinto.
Difícil explicar tudo aquilo que por ela eu sinto.
Era igual um siriri e na muda o meu requinto.

Sou igual á flor do campo sou um cravo ou jacinto.
Cheiroso igual melão e precisei mascar absinto.
O siriri comia ovos nem apertava o cinto.
Fiquei de saco roxo bem da cor de vinho tinto.

Sua granja bem surtida de galinhas frangos e pintos.
Que nunca me atente mais porque nunca fui faminto.
Amigos que distanciaram que eu não estava distinto.
Sumiu a minha saudade falo verdade e não minto

Composta em 04 de novembro de 2006 – às 15h08

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments