É caxinguelê (cana verde)

É caxinguelê. É caxinguelê. Porque mudei, o nome de você.

 

Tempo passa tudo muda no futuro vai se arrepender.

Era amada respeitadaa cidade fez você ferver.

Passa o tempo namorando só dançando o bambolê.

Por gostar tanto dela que aprendeu me aborrecer.

É caxinguelê. É caxinguelê, vida fácil de mim, nem quer saber.

 

Oi que mulher malvada matando eu sem perceber.

E vai ficar desprezada sozinha se a tua seiva morrer.

Já não sou mais quem eu era choro dia e noite sem conter.

Numa escrófula sem retiro amuado triste a sofrer.

 

É caxinguelê. É caxinguelê, pulando de galho em galho, sem me obedecer.

 

Composta em 14/1/2014

 

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments