Eremita Machucado (Baião)

Uns dias destes passados eu senti uma dor tamanha.
È coisa que eu nunca tive percebi que era estranha.
Fiquei desparafusado  digo que não é façanha.
Mais logo veio alegria que eu descobri que ela era piranha.

Desgraçada com carinho quase  que me abocanha.
Coitadinho do eremita ficou louco e se assanha.
Estava mais machucado igual gato quando arranha.
Depois dormi sossegado ao descobrir que ela era piranha.

Ela veio só de mansinho levando eu na manha.
Era dente por todos os lados igual serra ou ariranha.
Gostava de trazer drogas dentro do ferrão de aranha.
Mandei ela pros escanteio ao descobrir que era piranha.

Fiquei envenenado igual babo de sapo antanha.
Mandei ela na estrada antes que alguém apanha.
Fiz festas pros meus amigos só com chopes e picanha.
Soltei ela na ratoeira ao descobrir que ela era piranha.

Fizeram igual mosquito que caiu no mel depois que saiu da banha.
Começo a zona era branca mais depois ficou castanha.
Não ficou preto para mim pra poder afetar o meganha.
Deixei a aids pros bobão fique eu longe dos dentes da piranha.

Composta em 4 de novembro de 2006 – às 12h15

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments