Ferrão de Aranha (Baião)

Tem tempo que eu fico frio tem tempo que a gente assanha
Às vezes fico bem mudo tem vezes que faço façanha
Tem tempo que eu miudinho depois grandeza tamanha
Sempre endinheirado tem tempo que se arreganha

Era muito magrinho hoje estou na pura banha
Amores que vivo perdendo mais de outro lado se ganham
As vezes vivo sorrindo mas por amor vivo na manha
Levo tudo a sério tem tempo que eu faço barganha

Ás vezes as novilhas  estoura  mas fácil a gente rebanha
Vou comendo carne com osso no final lá vem lasanha
Tenho elite de classe às vezes à sorte é tacanha;
Saio pra pescar piabas e venho de saco cheio de piranhas

Às vezes surro as dúzias as vezes de uma se apanha
As vezes chamam de gatão também chamam de antanha
Gosto de visitar cavernas onde há ferrão de aranha
Aprecio meninas bonitas às vezes velhas emaranha

Tem vez que os bis são vitoriosos tem vez que o zóio estanha
Dá maleita febre cansaço tem castigo pro meganha
Sorte ri o ano todo mais alguns dias acastanham
Topo as japonesas e africana mais minha sorte é na Alemanha

Composta em 29 de outubro de 2006 – às 7h59

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments