Lotamos o cofre no Progresso (Baião)

 

A  Edinéia meu amor de longo tempo.
Mais este ano convidou insistiu com seu bofe.
Seu agrado era para eu abrir uma poupança.
Para depositar segredinho em seu cofre.
O negócio tornou muito vantajoso.
Que recebemos visita do ibope.
Porque minhas moedas renderam tanto.
Em nove meses apareceu o Onofre.

È no cofre dela ela quer que eu poupe.
É com a minha bela que lotamos o cofre. (bis)

O moleque foi nossa maior riqueza.
Só ir ao banco receber o envelope.
Além de pré natal tenho benefício.
E rico faço tudo o que ela tope.
Levamos uma vida bem na maciota.
Status e governos  quer eu e ela  poupe.
Duas cigarras que canta ano inteiro.
Sem virar o disco é na mesma estrofe.

Rei fingido granfino e atuo no usadão.
E vida com ela eu quero que esteja estoque.
Seu cofre tempo inteiro será ocupado.
De ano em ano temos balanço no cofre.
Resultado positivo até que Deus facilita.
Tem de aparecer muitos e esperto Onofre.
Nosso jardim florido estimulado de brisa.
Cantamos e poupamos até que a morte convoque.

Comemos polenta o ano inteiro. Só aos domingos temos nhoque.
Sua animação eu sei dar apoio. Endividado na venda do roque.
Os visinhos batem sua língua. Não importo deixo que enfoque.
Porque se eu ficar indiferente. As músicas não têm quem toque.

Composta em 24 de Dezembro de 2011

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments