Meu Utilizo (Baião)

Quando quero fazer moda minha idéia tem  aviso
No prazo de meia hora escrevo e matizo
Com metáfora engenhosa notem bem como eu friso
Vou resumindo escória ensaio repito repiso
Meia dúzias por dia eu concluo e batizo
Faço em diversos assuntos no sucesso saio liso
Tenho sobra de idéia não resumo ou economizo
Canto dezenas de vezes as palavras envernizo

Chamo os bons violeiros boa festa organizo
Não tenho versos de atacar mais a cascavel bate o guizo
Jogam tempestade forte de raios e granizo
Todos atos de fraqueza  eu acalmo conscientizo
Faço versos de satírica  pra todos servem de riso
Muitos de mim pensam o contrário  mais funciono bem os juízos
Deus Todo Poderoso apóia conserva eu num paraíso
Se alguém tentar matar-me ele diz deixe que eu piso

É fluxo de lindas garotas reúnem com as filhas do Aluisio
Trato  igual vacas de mangueira pois é dessas que eu preciso
Dou sal  ração trato com anelo  ordenha é meu utilizo
Quem quiser correr carreira venham que eu te  balizo

Composta em 1 de novembro de 2006 – às 12h50

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.