Não chegou a minha vez (Baião)

Chorei, chorei, mas na conclusão eu não cheguei.
Chorei, chorei a felicidade não chegou a minha vez.
Chorei, chorei de esperar por você eu já cansei.
Caminho desmoronou num abismo mortal eu me salvei.
Não desisti da jornada de amor pela Estér não fracassarei.

No silencio das noites tenebrosa nasce um rumo  incerto.
Ester dorme sonhando que seu amor está por perto.
Extasiando seu amor Ester acorda num deserto.
Mundo real e solitário sem dó trazendo eu bem alerto.
Dia mais lindo da vida que nosso segredo foi descoberto.

Hoje temos de unir os corações neste mundo louco infinitismo.
Se Ester estiver ao meu encalço abrange sensualismo.
Só você com seu guindaste conseguem salvar-me deste abismo.
Teus engenhos sofisticados é só eu fico no malabarismo.
Sem ela sou uma juriti isolada dotado de egotismo.

Nós unido em futuro auspícios mudará favorável o sinal.
Mas se não estiver ao meu lado sou emaranhado marginal.
Com ela levamos nosso amor atingindo o terceiro grau.
Festejamos um inicio feliz nem diga como será o final.
Ester completando seu amor é novidade nacional.

Composta em 07 de setembro de 2006 – às 14h27

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments