Quem merece (Baião)

Num recanto do Brasil vivia Roberto Gomes.

Mulher gostando de outro dizia um dia nós some.

Aplico estratégia exata não manchando o nosso nome.

Disse ao Zacarias amante seja inteligente e grande homem.

Eu e o Berto vamos cedo ao mato colher pinhão.

Espere que eu vá disfarçar me espere no espigão.

Disse ao Berto vá tirando as bolotas de pinha eu derriço aqui no chão.

Assim ela e o Zacarias conseguiram lograr o bobão.

 

Trinta minutos depois Berto confirmou o ocorrido.

Viu frustrado na procura cansado e desvanecido.

O que passou no pensamento sendo fiel e bom marido.

Deu parte na autoridade o local foi percorrido.

Zacarias com o pé na estrada rumou-se para Goiás.

Zona sul morreu para sempre adeus para nunca mais.

Berto e família chorando Eugênia deixaram os ancestrais.

Gozando amor distante Berto que fique com seus ais.

 

Berto um fazendeiro mais sua dama teve sucesso.

Berto viu como a traição dizendo aos jornais e confesso.

Pensei que Eugênia me amava meus fracassos foi excesso.

Dentro dum falso coração tem perfeição no progresso.

De amor falso tenha cuidado verdadeiro não nasceu.

Pensando que há felicidade fracasso vem no apogeu.

Varia de interesse individual gosto ninguém  conheceu.

O mundo com a idade que tem segredo pra quem os mereceu

 

Composta em 12 de maio de 200606 – às 15h39

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.