Sem Quebrar a Patente (baião)

Depois de acontecido faço igual o pingüim.
Quero ir pra outra estância ela distante de mim.
Depois de sessenta horas voltamos de novo amar.
Saibam que o seu amor vale por mais de cem.
Por esse motivo posso ficar longe do meu bem.
Volta novo descarregamento por novo iniciar.
Amor igual o nosso no mundo não existe.
Sou um carreteiro apaixonado viajando triste.
Sei que igual a Mônica não vou mesmo encontrar.

Mesmo que existisse sou mais que inteligente.
Viajando vitorioso e sem quebrar minha patente.
Certamente ela também sabe resguardar.
Depois do meu sesteio eu te encontro completa.
Nossa pura felicidade no coração injeta.
Ambos confiantes sem que ladrões venham furtar.
Daí é também sessenta horas sem interromper.
Feliz no mundo sujo nós viemos aprende.
Que amor verdadeiro sem preço para pagar.

Nesta ciranda que o amor comanda.
Filhos é o Celestino, Juca e Orlanda.
Ricardo e Joana, Albertina e Miréla.
Rosa e Joaquim, Zico, Serafim.
Médica Silvana, Silvio e Valentim.
Mais uma caçamba da à Mônica anela.
Nossa pilha nova sem negar a marca.
Amor imensurável feliz nós embarca.
Carreteiro triste e feliz, numa vida bela.

Composta em 28/11/2006 Hora 13;14

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments