Adélio Carlini Baião Sem tua Guarida (baião)

Sem tua Guarida (baião)

Guarida (baião)

Plantei um pé de margarida. Chorando por minha querida.
Coincidência ela se chama margarida. Uma dela esta florida.
Levo uma vida sofrida. Sem esquecer da Margarida, oi que vida.

Ò Margarida tu é tudo na minha vida e larguei do vicio da bebida.
Criei ódio de bares por causa da margarida Por causa desta peça passei da medida.
Lembro do sepulcro choro lagrimas sentida. Ela casou com outro minha esperança é perdida.

Morreu nosso encontro onde você era surtida. Sem calor dos meus braços não é garantida.
Jamais terei novo amor existindo a margarida. Saio no alpendre vejo o pé de margarida.
Espada no meu coração é fim da minha vida. Sem esquecer nosso amor sem tua guarida.

Composta em 20/4/2008

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Conteúdo relacionado