Ebola sem Vacina

Por ter em vista o meu grande amor. Esforcei em dar alegria e enriqueci.
Sem compreender o que ela queria. Não estava a fim de dinheiro e me ferir.
Na solidão ela cansou e me isolou. Caminho sem volta vendo a ficha cair.
Me deixou e foi morar na agro vila. Um capuchinho tomou sem eu sentir.

Sou hoje um pobretão empresário Num vazio sem achar quem para substituir.
Tornei leigo do mundo feminino. Ninguém de honestidade só querem me destruir.
A riqueza ganhei num gosto sem sentido. Vitorioso e arrasado no modo de agir.
Na diferença onde existe mesmo amor. É sem dinheiro que amor podemos conseguir

O mundo ensina mesmo depois de corroído. Muito tarde pra notar onde não aprendi.
Na riqueza chocha sem carinho de quem amo. O veneno da riqueza que hoje surpreendi.
É a ebola sem vacina sabemos qual é o caminho. Amor interesseiro é fácil de construir.
De coração frágil analfabeto derrete solução. Isolado de amor ninguém pode resistir.

Composta em 7/2/2015

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.