Vicissitudes da Vida

Um vulcão furioso atacou meu recinto. Destituído duma das mais severas tempestades.
Sou flagelado a fortuna rodou como um corisco. Estou nu em uma das maiores atrocidades.
Coração foi golpeado aguardando incertezas. O que esperamos é ao atingir a 4ª idade.
Grande amor passou de maneira inesperada. Dos decênios abastados e grande felicidade.

Eu restando aguardando o mesmo caminho. Coração magro mais empanturrado de saudade.
De um tempo feliz que reinava em nosso elo. É cortado foi descartável e sem validade.
O que resta é choro seco isento de lágrimas. Nosso comboio com margem de hostilidade.
O quinhão é em carregar as pastas cheias. As vicissitudes da vida é aguardar boa oportunidade.

Amor que demonstramos é superlativo. Tem quem julga e dá a nós a prioridade.
Aproveitamos todos os tempos propícios. Com Deus vivemos em tríplice amizade.
Quem se despediu de coração meigo e limpo. Próximos encontros haverá solenidade.
Onde tempos passageiros e muitos preservados. Um dia tornarás a substancialidade,
Composta em 7/2/2015

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments