Proclame o Rei de Jeová nos Tempos Modernos

 

Se no 3º céu Jeová autoriza eu subir
No seio de Abraão descansar e dormir
Alas protetoras o iníquo ousado a desistir
Morar no lugar secreto a casa não pode cair
No refugio e fortaleza o ciúme a competir
Cobra grande pisoteada a casa a demolir
Com leãozinho e a naja  venenos a expelir
Justo observa dez milhares tudo resistir
Apenas estar olhando iníquos sem corrigir
É de antiguidade de Abel até o Caim
Hoje ainda esta bem aceso o estopim
E Jeová sorrido para mim
Opositores vê apressar o seu fim

Fariseus modernos acoplam na atualidade
Eles sem amor com hostilidade
Matam pensando estar na verdade
Jeová em contraste com santidade
Com ódio só rangem os dentes
Querem gota de água e sair do ardente
E convoca seus irmãos a passar o pente
Lázaro firmado em sua patente
Amenos que Jeová atraia é só ele que apóia

Não moras na casa quem faz tramói

Mar da humanidade naufraga e não bóia

Jeová sustenta o baú e sua preciosa jóia

Composta em 13/3/2009

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments