Jimu e Viroco (Cururu)

Vivendo num espaço nervoso Com atitude de curioso, Viajei fazendo pouso na cidade de Xicoco. Resolvendo alongar a viajem estimulando a coragem de amor estava na estiagem pensavam que eu estava louco.
Naquele país de tanta fineza, namorei uma japonesa quem desenhou foi a natureza, mais quase que entrei no soco. Quando é que frágil brasileiro, quer sair bem no estrangeiro mentindo ser cientista e engenheiro. Mais eles acharam que era pouco.
Japão é país de fino encanto mais depois que apanhei tanto, fugi para outro recanto. De gritar já estava rouco, com o meu anjo de candura cultivando a esposa futura, Viajei com ela sem ruptura, Passei a morar em Quioto.
Depois que passou vinte e cinco anos novamente fui voltando com meus netos acompanhando. Morar permanente em Cura moto. Eles acostumaram com meu jeito tornei dotado de respeito. Agora no Japão sou bem aceito. Adotei o nome de Jimú o nome dela é Viroco,

Composta em 10/8/2014

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.