Observem a Cota

Cai, Cai, cai morena Cai. Cai, cai, Cai eufórica em minha cama.

Cai firme também em meus braços.  Quero mostrar quem te ama.

A morena caiu, caiu, caiu. Caiu nos braços dum  frágil empresário.

Hoje permanece viúva desconsolada.  Porque caiu no conto do vigário.

 

Caia hoje distante daquele pederasta. Que morreu num acidente.

Caia em meus tentáculos e ela cai. Fazendo-me eu cair também de contente.

Hoje ela vai cair em meus anseios. Queremos sim amor justo em comunhão.

Pode cair agarrarei bem forte Que vou dar a você meu sincero coração.

 

Agarre bem caindo em meu peito. Na diferença que já se nota.

Venha cair num berço de ouro. Caia firme observando bem a cota.

Caia em publicidade em fineza. Que merece cair nas manchetes.

Não vou cair sem dar apoio.  Porque amo firme a minha Elizete.

 

Composta em 23/3/2014

 

 

 

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments