Ripley Consolador

Coisa que acho muito esquisito. A desilusão de amor.

Tempo que eu era bonito. Cariciando uma flor

Estou em ambiente aflito. Passando por dissabor.

Não resolve mais dou grito. E não alivia a dor.

 

No íntimo eu agito. Em todo lugar que for.

Morrer prematuro eu evito. Porque Deus me dá vigor.

Mais dores eu não limito. Delírio ataca com rigor.

Eu sou igual um mosquito. Caiu no mel sem protetor.

 

O regresso eu facilito. Nos contato dou valor

No passado fui perito. De amor bom professor.

As frases eu repito. Sem descanso para a Leonor.

Na felicidade eu medito. Dos abraços seus e calor.

 

Volte amar o Carlito. Continuarei ser seu tutor.

Quero ser o favorito. Pois nunca fui constrangedor.

Pra você tudo eu permito. Ser um escravo sedutor.

Voltando eu acredito.  Num Ripley consolador.

 

Composta em 3/10/2017

 

 

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments