Volta da Leonor

Com a volta da Leonor. Hoje o mundo está bonito.

Um paraíso de amor. Estou alegre num infinito.

Ela também passou as dores. Muitos deram um veredicto.

Chorava sem consolador.  Dava um show gratuito.

 

Fui buscar ela no Equador. Gastei uma nota no delito.

Passado ruim e constrangedor. Falar nisso que mais evito.

Dias e anos sem rancor.  Hoje na sua face eu fito.

Rotina são continua  de calor. É nos beijos que facilito.

 

Fui virtuoso no labor. Sem ela eu estava frito.

Meu raquitismo encerrou. Explodiu todo detrito.

Amizade concretizou. Derreteu todos os conflitos.

Ela igual rainha da Inglaterra. Eu igual rei do Egito.

 

 

Sou um trem dentro da linha. Sem precisar dar apito.

Ela sem cansar me caricia. Feliz eu sou mútuo e exercito.

Ela lembra ó quanto sofreu. Com a ausência do Carlito.

Evita tudo pra não dizer. O que passou mal lá em Quito.

 

Composta em 3/10/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.