Afagar a Andorinha (Embolada)

Mariazinha criou caroço na maminha sem saber de onde vinha.
Ouve desgosto logo brilhou em seu rosto o velho amor já vinha.
Não era eu seu amor é o Amadeu que eu perdi numa rinha.
Chorei pelo fracasso mais sou de aço minha mente adivinha.

Ele não agüentou o tranco fez dívida no banco perdeu amor que tinha.
Sobrou pra mim na conta dei um fim Ela voltou a ser minha.
Nunca mais deixará este rapaz também o fim da ladainha.
Em meu dinheiro ela sente o cheiro eu afago a andorinha.

Sou fazendeiro status no estrangeiro a desgraçada adivinha.
Meu riacho tem erosão pode gastar milhão e puxar sua sardinha.
Eu não fico escasso ela nos meus braços ninguém mais tira farinha.
Sou trem a bala Amadeu caiu na vala empurrei fora da linha.

Composta em 25 novembro de /2011 -  às 12h

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments