Brasileiro Agradável (Guarânia)

Da cerradinha tenho dó. Mais ajustando no formão.
Da gauchinha não descuido. Dou churrasco e chimarrão.
Nordestina carinhosa. Dou manga e xerém.
As mais castas e ariscas. Eu só digo amém.
Paranaenses otimistas.  Sem falta de mugunzá.
Baianas sem tristeza. Dou jerimum e vatapá.
No xiche-xique me alegro. Costume é do Belém  do Pará.
Praia siri e camarão. Cariocas eu deixo acostumar.

Com mineira sou chega dão. Trato elas só com queijo.
Com pagamento extra. Acobertando de amor e beijo.
Pelas matogrosense eu só choro. Fico lombriguento com desejo.
Dá-me amor sem limite. Sem fugir de seus cortejos.
Não enjeito as brasileiras.  Que são peças que não gasta
Ponho em baú seguro. É segredo em minha pasta.
Nas madrugadas levo na lua. Na casca de amendoim.
Sou charmoso no chamego. Elas que querem assim.

Composta em  8/8/11 as16 h 53

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments