Deixe a Vida de Escrava

Colhi  toda minha safra. E Hoje eu vou vender.

Terei carteira recheada. Penso gastar com você

Quero dar muitos presentes. E ter amor pra valer.

Já tenho material e pedreiro. Pra nossa casa fazer.

 

A tempo que eu negaceava.  Dia de amor e felicidade.

Venha morar em minha fazenda. Deixe a ilusão da cidade.

Descobri que a rosa existe amor. Que posso confiar que é verdade.

Dizem estar acabando humanos. Termina tudo em realidade

 

Cidadãos voltem para o sertão. Aqui cria filhos e filhas.

Homem daqui tem caráter. Não falta raça pra brilhar a família.

Não existem filhos morcegos. Tem faculdade sem haver cartilha.

Progênie não isola nem escorrega. Está seguro em suas virilhas.

 

Aguardo a chegada da Viviane. Ela não sai do pensamento.

Sem ela nada me agrada. Cada dia acelera tormento.

Deixe sua vida de escrava, Deixe o mundo com frágil evento.

Concluindo esperança que agrava. Vou apressar é o casamento

Composta em 26/6/2016

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments