Adélio Carlini Guarânia Dúbios Aguardem Surpresas

Dúbios Aguardem Surpresas

Como é seus sonhos pergunto aos nobres presidentes.
Amando guerras despejam bombas em pobres inocentes.
Dizem defender a pátria usando todas as unhas e dentes
É milhões que morrem milhões ficam sem parentes.
As mães coram nas campas de quem morreu no batente.
Fome em progressão geométrica abusando espelho na frente.
Homens brutais acertem as contas com o Deus onipotente.
O pior das hipóteses quando os comandantes são crentes.

Vai todos na igreja rezar pra acalmar de seus atos demente.
Com dinheiro dos armamentos que usa em todos continente.
Usa pra combater as moléstias que se acha o mundo fervente.
Usasse em produzir alimentos para as nações que estão carentes.
Deixem a débil tecnologia e matéria bélicas não inventem.
Tirem os falsos religiosos de jornadas incompetentes.
Porque as guerras religiosas vêm desde antigamente.
Nunca ouve solução cabal estão distantes os coeficientes.

Tudo ficará abaixo de zero quando Deus passar o pente.
Os Dúbios vai ver a diferença quando Jesus estiver presente.
Ninguém quer pertencer classe de cabritos aterrarem em fogo ardente.
Contraste vê as ovelhas cantando pra Deus e bem fluente.
Com boa limpeza na terra tem vida calma a todas as gentes.
Procurem encurtar seus pavios e sejam mansos bem valentes.
Que Deus só resvala os dedos fazendo os falsos ranger os dentes.
Corram que a maré está pra peixe antes que o barco se arrebente.

Composta em 28/9/2014

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Conteúdo relacionado