Galanteio Infecciona (Guarânia)

Na intensidade do amor onde tudo se resolve.

Tempo passa que nem vejo meus estímulos se envolve.

Dormindo nos braços da Cátia deixando que ela me sove.

Abrangendo tudo no amor que está deixando para o Clovis.

 

Ela me agita no carinho só pedindo que eu escorve.

Do crepúsculo até amanhã meu prazer deixar ela imóvel.

As cracas fogem e reluz Deixando que ela me escove.

Seu amor maior do mundo ao ver felicidade do Clovis

 

Quem observa saem boquejando Sem ter alguém que me louve.

Tenho carta e caminho livre particular não absolve.

Ela confia no meu talento esta tudo na mira do revolver.

Meu galanteio infecciona reserva tudo de bom para o Clovis.

 

Meu petisco nutritivo eu não quero que ninguém prove.

Fiquem de lombrigas maduras sou bem firme não comove.

Mundo amplo e bem feliz e confio que ninguém estorve.

Mais a Cátia ama é livre sem dar desconfiança para o Clovis.

 

Composta em 30/11/2013

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments