Isento de Condolências

Recebi o maior dos confiscos na mais pura inocência.
De maneira inesperada sem saber da procedência.
Sei que ao entrar na casa percebi nova aparência.
Bilhete que declarava Que fiquei sem minha Merência.

Foi um gavião de rapina que atuou em minha ausência.
Furtou meu estimado patrimônio deixando eu na carência.
Por eu ficar nas imbiras Derreteu toda minha paciência.
Encontrando o ladrão vou mostrar minha eficiência.

Vou deportar ele nos infernos em sua nova residência
Tenho os trunfos em secreto sem usar de violência.
Ele suicida na manha por ser leigo em consistência.
Não resistirá o novo amor libertando minha Merência.

Vai se enroscar comigo sem conhecer a valência.
Sem penetrar no patrimônio é distanciado a aderência.
Pra resgatar meu amor não dou a senha da essência.
Transformará em picadinhos isento de condolências.
Sem o pi e sem o raio não se mede a circunferência.
Sem droga sem armamentos é preservado a presidência.
Espermatozoide é vitorioso tendo força e inteligência.
Serei maior homem imprestável se não amar a Merência.

Composta em 8/2/2015

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments