Morrerá sem Sindicato (guarânia)

 

Quando a ferrugem nos ataca anemia também prolifera.
Torna a vida bem babaca inativo não prospera.
Se amizade com rico empaca com o pobre vira tigüera.
Na garganta lá vem faca porque o mundo é covil de fera.

Igual bola no gramado não é fixa sem parada.
Rico muquirana sem agrado só levamos bofetada.
Pobre é simuliideos tem prazer em dar ferroada.
Presente dos assíduos eles saem bem na jogada.

Terra infesta de abutres infiltrando no calabouço.
Ganância tateia e dando chutes acelera a Money no bolso.
Verdades anotem refute porque pode dar zero o esforço.
Enciclopédia por mais que lute vem manotada no dorso.

Classe ruim é o nobre avarento sem tirocínio ingrato.
E ser risonho à classe pobre fica sem meias e sapato.
Desaparecem todos seus cobres se cariciar os carrapatos.
De Deus não se esnobe morrerá sem sindicato.

Confiarmos em outro você tomba pode não passar no teste.
Se confiar em nossa sombra pode não escapar da peste.
E não podemos confiar até na roupa que veste.
Que pode ficar eriçado igual gato quando investe.

Composta em 8/10/2006

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments