Ninho de Gansa (guarânia)

Ninho de Gansa (guarânia)

Sou  macio igual ninho de gansa. Sou áspero  com ingratidão

Apelidaram de Golias. Mais faço as obras de Sansão.
Jamais tive a voz fina. Sou homem voz de trovão.
Morro de dó das pombinhas. Ao cair nas garras de gavião.

Tolero eu todo o engenho amoroso. O que deixa triste é a traição.
Tenho atitude invejável atraente. Garboso de sincero coração.
Sou riacho de água fria e pura. Sou sombra de barbatimão.
Para os cansado dou refugio. Aos doentes de amor a solução

Ligeiro em abalo sísmico. Derrubo qualquer morro.
Não  mato nem pernilongo. Sou pior que o Zorro.
Tremo igual liquidificador. De traição é que eu corro
Amor dúbio  sou  distante. Grito feio por socorro.

Tenho medo de língua falsa. Daqueles que são invejosos.
E sou touro eirado. Um caterpillar vagaroso.
Sou bomba de hidrogênio. Sou AIDS temeroso.
Amo o Deus verdadeiro.  O Todo Poderoso.

Em 1 de abril de 2011-04-01 As 9:51 minutos

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments