Adélio Carlini Guarânia Permaneço no Pescanço (guarânia)

Permaneço no Pescanço (guarânia)

Não estarreça com meus novos comentários.

Nos setores mais nojentos que tanto avanço.

É que eu olho para cima pescoço acima de ganso.

Como nojo dum mundo podre na escassez de manso.

 

Minha ideia rodopia e no geral vou  fazendo o  balanço.

Repórteres narram eu escuto de escrever é que não canso.

Com meus poucos conhecimentos faço aquilo que alcanço

Meu gosto é ser maneiro nos artigos que eu tranço.

 

Safadezas nos bastidores é coisas que eu não afianço.

Deus me deu vida de leão mais é dragões que eu amanso.

Sou apaixonado por catira mais mazurca eu não danço.

Modernos em fragilidade que me atua forte ranço.

 

No espírito da bondade é nesses que eu descanso

Falsidades têm tormentos quando meus artigos eu lanço.

Não sou de morar em lodo meu paradeiro é no remanso.

 Ao encalacrar os resíduos permaneço no pescanço.

 

 

Composta em 14:1/2014

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Conteúdo relacionado