Reticência (Guarânia)

Artistas e profissionais que levam vida de orgia.
Trocam o dia pela noite e na U.T.I fica em agonia.
Travaram planos diabólicos fingindo que não sabia.
Junta médicas equipadas preparando cirurgia.
Aparelhos Norte Americano viajam no mesmo dia.
Contudo em trinta dias fazem viajem  pros mundos da terra fria

Existem muitos corpos secos infiltrados dentro de casa.
Não adianta reza e oração depois que humilde você arrasa.
Deseja virar santinhos ou anjos criando asas.
Lembrem dos atos que fez e o coração vira em brasa.
Tu na presença do Todo Poderoso que nenhum ato vasa.
Deus cata você cego nu orgulhoso  ele tarda e não atrasa.

Morre um pobre honesto sem acompanhante no velório.
Carro fúnebre leva na cova jornal não dá relatório.
Mais tinha sangue bom pra doar pra quem diz ser megatório.
Rico deixa a sua internet relíquia de seu escritório.
Diploma universitário dólar em outros territórios.
Morre com o caixão lacrado pra não assustar os envoltórios.

Pobre que vivia sujo craquento mas pode dar rim coração pra transplante
Doar córnea e fígado seus órgãos sadio e possante.
Mas orgulhosos bichos comem nem cala desinfetante.
Ao dar o ultimo suspiro fecham o caixão no instante.
Tiram a jato do hospital despede os visitantes.
Põem vergonha num saco amarram forte com barbantes.

Desastre de avião e de carros ceifa gente de elite.
Rodeiam a casa de segurança medo e depressão que agite.
O mais cedo eu mais tarde faz com que algo cogite.
É sequestrado fica em custódia faz você sofrer gastrite.
Qualquer pobre que odiava é amigo quando necessite.
Coopera alegre com o demônio faz que libertação facilite.

Assim é caro orgulhoso só vale a vida com Jesus.
Deus se não vier primeiro sua riqueza não os conduz.
E marcha ao fracasso sua atitude grande induz
Liberte-se, pois nada vale se você não andar na luz.  
Inaugure fé no coração não esconda dentro de capuz.
Oração nada valerá nem que carregue enorme cruz. Sexta-feira

Capricham dando donativos pensando ser indulgência.       
Aglomeram tocando trombetas tentam aliviar a consciência
Relaxando por causa do status Resumo eu em reticência.
Lutam salvar seus patrimônios lutam capear aparência.
Inauguram casas de caridade aplicando com veemência.
Não descobre o segredo do amor. Faltando melhor inteligência
Embute medo da morte próxima. Distante da proeminência.

Composta em 17 de novembro de 2006 – às 15h34

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments