Sem minha Sombra (guarânia)

Recordando seu passado balbucia e sussurra.
Acorda chorando quem te rodeia esmurra.
Era de elevada estatura com a reação ficou caturra.
Lembra do tempo feliz que levou de mim diversa surra.
Abandonou-os por loucura idiota não passa de uma burra.

Aqueles amores constantes tinha-mos ele de vicio.
Pra nós não tinha sesteio não era assinado armistícios.
Parecia estar num mundo novo mais encerrou em fictício.
Para todas as coisas sou excelente e para todos ouve indício.
Só sei que entre nós faleceram seus empolgados comícios.

Ninguém que tire os testículos sem solução novamente.
Quem aparou o pescoço ter fôlego automaticamente.
Assim nosso amor morreu e não nasce noutro ambiente.
Só sei que sentirei tão bem tendo você bem ausente.
Tua riqueza e cabedal tufão levou noutro continente

Sinta-se igual cera no fogo resultante de nova operação.
Não será igual lagarta virando borboleta por uma ação.
Você na metamorfose sobrando restilo calcina e torna carvão.
Seguirei o caminho da paz adotei nova essa profissão.
Merecedor que se aproximem eu tenho grande sobra na exaustão.

Composta em 30/10/2006 Hora 18;00

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments