Talento Promulga (Guarânea)

Dizem que gosto não se discute não enxoto quem comunga.

Pra quem é gamado nos amores não escorraço porque funga.

Não denuncio os maconheiros não detesto os caçunungas.

Também não faço caçoada de paranóicos que resmunga.

Não invejo os avarentos porque sua riqueza deslumbra.

A vida é curta e passageira e logo desce em catacumba.

Chega à velhice evapora quando sucesso retumba.

Procurando tenho encontro com novos parentes calunga

Vou resumindo as amizades com todas as raças de pungas.

Procuro dar assistência pra quem estiver em penumbra.

E sei aplaudir profissionais Seja lá quem for o dunga.

Isso eu relato a todo o mundo quando o talento promulga.

Não freqüento bailes de gala deixo distante a surunga.

Mais aqueço de amor merecido não arquivo em porunga.

Não gosto de dar bandeira e nas praias uso sunga

Meu critério é em ser cortês jamais levando tunda

Composta em 27/1/2013

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments