Vivo hoje amanhã tarde demais (guarânia)

 

) Contratei lindas garotas pra residir em meu coração.
Pagando com dólar reais e euro sem dar bola pra infração.
Logo fui devastado dinheiro foi pra erosão.
Desprezado na totalidade residindo na solidão.
        Nenhumas com calor de amor soltaram no marco zero.
        Rolei em tantos dinheiros hoje seleções de ciclone eu espero.
        Hoje colho papelão no mercado do Antero.
        Perna cabo de vassoura fazendo aquilo que eu não quero.
Meninas que se empanturraram perderam também o estilo.
Estão magras e piolhentas faz morada no asilo.
Cabeludas e craquentas e pernas parecem grilo.
Elas que pousava em hotel de luxo hoje mendiga meio quilo.
        Alimentos racionados embodocadas igual esquilo.
        Fraqueza fez mudar a voz com os pulmões em sibilo.
        Eram de bumbum de cerne hoje sumiu até os mamilos.
        Saudade do bom passado cascuda igual crocodilo.

Cidade dos quietos espera já preparam nossa sepultura.
Só que lá vão ricos e pobres não tem pose nem altura.
Lá o rico vai bem corpulento só quarenta anos que dura.
Pobres morrem aos noventas do mundo gozou a gordura.
        Rico por ser unha de vaca não dá valor da sua fartura.
        Pensando que não morria confiou na envergadura.
        Morre sem fé e avarento sua campa Deus cola e costura. 
        Pobres são ressuscitados o rico fica esterco pra verdura.
*Resultados para quem pensa só o dia de hoje.hoje come a carne e no futuro pode nem sobrar os osso lembrem do filho pródigo que a bíblia relata o futuro cobra com juros elevados o mundo é o maior agiota.

Composta em 28/10/2006 Hora 16:00

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments