Felicidade cortada Moda Campeira (paródia) de Besta ruana

Casei com uma mulher linda ,Veio das terras francesas.

Era loura bem ruana, Tratava ela de princesa.

A mais sincera do mundo, educada na fineza.

Tinha por ela zelo extremo, amor de delicadeza.

 

Garboso por sua elegância, em meu coração vivia preza.

Vivia num jardim florido, gamado em sua beleza .

Com nossas juras de amor, era lauta a nossa mesa.

Deus em apoio abençoava, nós não sentia fraqueza.

 

Ela foi viajar na Europa, seus pais mora em Veneza.

O avião explodiu nos ares, morreram todos sem defesa.

Em dois dias de procura, Foi encontrado minha alteza.

Compreendi que a separação, a morte trouxe surpresa.

 

No laudo de necropsia, abalou minha riqueza.

Reconheci seu colar de ouro,e permanecia ilesa.

Mais ela pode despedir, de olhos alegre na defesa,.

Fechou a ar com ar de riso, inocente na franqueza.

 

Seus pertences não arquivo, fico olhando com tristeza.

Isolado sem estímulo, de falência minha empresa.

Desleixado paranoico, nada mais me empavesa.

Passou o tempo igual corisco, sumiu a minha grandeza.

 

Neste mundo feminino, para mim não tem revesa.

Vivo inerte na escuridão, mais vejo ela na clareza.

Inocente vitoriosa, manda eu deixar de moleza

Guardando assinatura, que Deus é nossa fortaleza.

 

Composta em 16/3/2013

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.