Doutora Renata (Moda de Viola)

Eu dirigia num dia lindo o céu parecia uma prata.
Era seis horas da manhã marquei o dia e hora exata.
Dia quinze de novembro eu registrei bem certo a data.
Antes de chegar a praia bem perto duma cascata.
Vi uma loura bonita uma inglesa bem nata.
Corpos e cabelos lindos uma moderninha gata.
Disse ser filha tão rica de um grande diplomata.
Abraçou e beijou-me era a doutora Renata.

Em serviço de rotina dedicação de homeopata.
Das mais altas sociedade sendo chefe sindica ta.
Eu mudei sua rotina o nosso amor se desata.
Um passeio prazeroso no mesmo instante nós reata.
Nossas preocupações pra longe nós arrebata.
Pra que aja um novo encontro lugar bem certo nós trata.
Num motel bem suntuoso todo dia nós contata
Estou louco apaixonado pela doutora Renata.

Casarei com esta loura nem que o mundo me debata.
Estando junto dela qualquer ordem nós não acata.
Nada irá nos destruir, pois nosso amor não dilata.
No amor somos iguais no status nos empata.
Depois que se conhecemos os corações carrapata.
Na praia do primeiro encontro repetimos passeata.
Pra um feliz casamento ela é minha candidata.
Não troco por nada do mundo amor pela doutora Renata.

Por ela estou arraigado não tem ninguém que abata.
Um amor bem construído a sorte não é ingrata.
Só procuro peças jóias não dou bola pra sucata.
Não surge engraçadinho com atitude de primata.
Não venha se embelezando como faz o pederasta.
Pode vim um esquadrão todos entra na chibata.
Sem dar rasteira certeira pode ser magnata.
Aloura é intocável linda doutora Renata.

Composta em 11de agosto de 06 – às 09h00

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments