Linhas tortas tornam-se direitas (Moda de Viola, Valsa)

Amigos não sejam plagiários imitando a voz do cantor.
O artista mostra ao mundo segredo das profundezas do amor.
Não resolve amor aventureiros fingindo ser galã sedutor.
A cadencia dum bom poeta é um cardiologista na suas dor.

A música acalma a deprimidos vítima de desilusão.
Na estrofe do seu flagelo faz penetrar no coração.
Põem o teu choro exposto sem vexar com a situação.
Regresso dum amor é certo amaina afaga a triste ocasião.

Aprenda você mesmo ao cair uma estrela do horizonte para a imensidão
Aprenda do mar que bate na praia faça com seus amores comparação.
Mundo as flores sombra arvores e nuvens a rocha adorna a composição.
Lagrima de cascata e riacho também seu amor em operação.

Note o sereno brilhante sol e serra dando atenção.
Amor das andorinhas recorde notícias do mundo em ação.
Mundo antigo ensina devaneios dá cobertura pra população.
Distancie das modernagem traidoras que tua vida amorosa vai pro caixão.

Lembre da fortaleza do amor quando teus cabelos eram cor de carvão.
Lembre hoje com mais potencia com cabelos cor de algodão.
Lembre da justiça divina invoque a Deus em fervorosa oração.
Durma tranqüilo nas linhas tortas ele endireitarás dando solução.

Composta em 10 de novembro de 2006 – às 8h23

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments