Prove em tudo o seu Guindaste (Moda de viola)

E, no amor que os versos mostram aos incautos o dissabor.
É na vanguarda que poetas mostram como é importante ser tutor.
Seu toca fitas ou C;D nota aquele que tem firme amor.
No seu carro ou caminhão a canção aliviando as suas dores.
Pois o cantor amoroso faz com que tu gemer igual atrito de isopor.

Nas melodias o caminhoneiro decora e faz romper em choro.
Oitenta horas meditando isento pra renovar o seu namoro.
No volante vê o coração derreter por não poder completar seu decoro.
Horas passam dias prolongam coração avisa acelerando em estouro.
Faz recordar em devaneios dum amor que vale ouro.

O cantor busca na pesquisa emoções da sua frágil ilusão.
Amor verdadeiro é chiclete sem deixar vaga em toda a ocasião.
Não distancia de quem adora nem pra ganhar milhão de milhão.
Só o cantor e poeta que mostra o valor dum incorrosível coração.
De nada vale na vida tendo uma isolada profissão.

Se atuar em amor falso pensamento dúbio deixa podre num traste.
Caminhão dança no asfalto provocando um sério desastre
Venha pra casa vivo cansado nem que o coração esmagado arraste
Que no fundo você veraz que aquilo que mais procuraste
O amor seja falso ou verdadeiro mais prove em tudo com seu guindaste

Composta em 09 de setembro de 2006 – às 11h49

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.