Adélio Carlini Rasqueado Herança Tele sena (Rasqueado)

Herança Tele sena (Rasqueado)

A grande herança que um dia lhes dei não os satisfaz.
Presente de uma menina com a fisionomia do pai.
Afirmava parecendo verdade que não amaria outro jamais.
Mas deixou um bilhete relatando que foi embora em Batatais.
Mudou a cabeça com vida de motel que fez gostar de marginais.

Era essa a tele sena que dizia ser a maior da sua vida.
Mas seu coração mudou querendo pensão garantida.
O D.N.A não necessário diz os tribunais pra cancelar a investida.
Caminho da roça era o fórum sendo bem protegida.
Pois os tribunais querem à sós atacar na minha ferida.

Sua atitude como punhal calou fundo em meu coração.
Dei o seu presente desejado hoje só me aplica traição.
Jamais esquecerei da noite feliz da concepção.
Invertendo o grande prazer vive hoje com camisolão.
Ele odiando sua filha espada crava-me em compulsão.

Aceite bem o presente que eu dei mais acompanhe tire desta solidão.
Placenta e umbigo dela são aqui que tem a solução.
Divida-me a tele sena mais deixe o boêmio vadio morto no colchão.
Volte a mim darei mais presentes sou eu que faço a revisão.
Cure a ferida com antibiótico que é o meu aperto de mão.

Composta em 2 de novembro de 2006 – às 17h24

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Conteúdo relacionado