Elo de Amor (Valsa)

Adeus meu bem não chore mais use o lenço que um dia dei.
Teu soluço faz apertar meu coração também triste partirei.
Dias alegres jamais vou esquecer estimulante tempo eu passei.
Adeus amor teu semblante irá gravado rosto cor de romã não esquecerei.

Vou embora e volto te buscar, nossas carícias com certeza dobrarei.
Reservarei um recanto para nosso elo do amor quem ama estará ao meu lado.
Num jardim florido viveremos meu orgulho é ser homem casado.
Nosso amor será eternamente feliz com juventude dum casal apaixonado.

Nossos filhos sempre na espreita observa o nosso amor só aumentar.
Nossa arvore de amor dando frutos netos e bisnetos ver nossos anos passar.
Nossas adolescências preservam e recordamos elo de amor cerca nosso lar.

Composta em 30 de agosto de 2006 – às 9h23

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments