Fora do Universo (Valsa)

Você meu saboroso Otelo separarei dentre os muitos milhões.
A flor que na vida mais anelo soldando nossos corações.
No começo fui vila Diogo e Estácio sem perceber.
Descobri a razão de um jogo sou feliz por te pertencer.
Seu amor a todos foi novidade porque o mundo é um arraso.

Nosso a mor é de pura verdade e não por um simples acaso.
Serei o amor de singela menina imitando eu no caráter.
Nosso amor jamais se culmina não terá míssil que os abate.
Quero você nas bodas de ouro ser feliz extensa era.
Constante será nosso bonito namoro mais de uma atmosfera.

Vou te esconder lá fora do universo que não se meça em anos luz.
Escapar de um mundo perverso viver nos braços de Jesus.
Vejo o sol lagrimoso apontando rompendo a alegre aurora.
A lua garbosa vem clareando nossa vitória ela comemora.
E os gorjeios dos canarinhos observam ao ver amor que vigora.
Deus mostrando a nós bom caminho na felicidade nós corrobora.

Composta em 25/9/2011 – às 15h

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments