Lei Imútavel (valsa)

Lei Imútavel (valsa)

Um amor que é raro quase não existe.Aconteceu comigo e podem crer.
Porque então que no mundo estou triste.
Porque numa doença crônica vendo morrer.
Nosso amor bonito logo evaporou.
Nos meus braços vi tudo acontecer.
Mundo desabou repentino no idílio.
Transformei e não adianta viver.

Herança ela deixou filhinha de um ano.
É espelho que amada traz recordação.
Consolo olhar para ela em desespero.
É outro amor que acalma o coração.
Sinto meu amor aquecer nas noites fria.
Escutando ela ressonando alegre ao meu lado.
Isso vai cada dia apressado vai me corroendo
Sem a Clotilde sou barco naufragado.

Acordo e vejo que é simples pesadelo.
Clareia o dia meus olhos ficam é estagnado.
Dias é longo chamando ela todo instante.
O vento responde fico mais alucinado.
Peço a Deus que alivie deste infortúnio.
Com minha filha sou homem abastado.
Vazou minha riqueza Desta lei imutável.
Que a morte traz não pode ser evitado.

Composta em 19/9/2011

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments