Rosicler de estímulo (valsa)

 

Isabely, Isabely, Isabely, não me repeli
Pois somos mútuos na conclusão do amor.
Quero que apele, e Jamais revele.
Nosso segredo ao mundo de rancor.

 

E não cancele nem remele.
Não deixe sofrer isenta-me de dor.
O meu braço atrele e nunca gele.
Nosso idílio no vinculo de pudor.

Sonho eu fico aflito com amor bonito.
Vem o rosicler desabrocha a flor.
Onde sou perito sucesso admito.
Nosso vínculo Deus aquece no primor.

Composta em 24/10/2006

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.