Singelo Coração (Valsa)

Vinte segundos aguardava. Pra nosso momento delicioso.
Você também estando à procura. Pra sua culminação de felicidade.
Pois o que esperava era o amor. Nós embriagado duma paixão.
È um semestre que num baú. Armazena-vamos esta saudade.

Hoje enfim deliciamos no idílio. Naquela senda que desviamos.
Meu carro gemendo apercebendo. Motivo por abandonar a rodovia.
Era amor louco de meio ano que no conjunto combinamos.
Nos nossos trinta segundo. Em amor mutuo que eu grunhia.

Nos beijos aquecidos estimulantes. Nosso mundo encantado tudo florescia.
Jamais esqueceremos como é feliz. Um amor que o coração assina.
Queria que a noite não encerrasse. Porque para nós novidade existia.
Nosso amor impermeou em novidade. Cochilando nos braços desta menina

Você uma flor não desabrochada. Com novidade neste mundo moderno.
Agarramos em loucura de amor. Um super bonde sem corrupção.
O resto que se lixe putrificado. Tenho você nos meus em meus tentáculos.
Confie que serei e sou aquele. Que faz ninho no seu singelo coração.

Composta em 16/9/ de 2007 sábado

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments