Milhões Nessa Qualidade

Se a vida larga te engana. tu vai morar no xilindró.

Burro sem classe ignorante. Acaba a vida ficando só.

Por ser fingido de amoroso. A isca fez cair no anzol.

Pensou ser competente. Mais só no congote da avó.

 

Fingia  ter uma esposa. Pra despistar os coiós.

Na verdade eram muitos. Derretendo o seu xodó.

Que ensinava pular muro. Ou furtar carros de arigó.

Nas reuniões de poupa tempo. Onde fingia de forró.

 

Ao ver que a carga pesa. Pulando fora de responsabilidade.

Por ser boiola em caminhos maus. Não pode burlar a autoridade.

Hoje olha fora do xadrez. Aumenta o grau de saudade.

Só tinha amor em seus delitos. Era morcegão da cidade.

 

Sem dar pensão aos seus filhos. Já sem a avó sem caridade.

Vagabundos reserva seu lugar. Odiando sua mocidade.

Ao sair velho derretido. Em delírio sem felicidade.

Completa colheita da horta. É de milhões nessa Qualidade.

Composta em 27/6/2016

 

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments