Chama do Dragão (Vanerão)

Você me atacava com fortes palavras tanta grosseria de baixo calão.
Igual caçununga voando sem rumo sem estar por dentro da situação..
Com desespero duma ira feroz a fim de limpar o sujo coração.
Eu tolerando só no silencio estou dotado de toda a razão.
Não sei como surgiu o veneno chama mortífera igual um dragão.

Se você sentasse firme ao meu lado escutando palavras sedutoras.
Você cairia nos meus tentáculos força hercúlea sustentadora.
Seria protegido do tufão que atinge transformando você numa professora.
Teu ciúme amargo que tanto castiga daria uma cura mui promissora.
Num mundo encantado transbordaria seria santa não opressora.

Tente atuar fazendo um teste arrisque provar num doce beijo.
Veraz que existe bis culminando nosso forte desejo.
Também sou igual caçununga, mas minhas ferroada dando abraço igual caranguejo.
Posso liminar a chama do dragão saboreando meu dócil cortejo.
Pois mulher bonita igual a você  seu perfume flagrante perfume de longe farejo.

Se custar muito preço informe que eu suprirei com big cheque.
Ainda mais serei estimulante veraz meu amor abrir igual leque.
Costeando o amor sendo pioneiro nesse jogo sou big beque.
Não serei acessório você mudando sou carro sem volante sem breque.
Contagiarei na metamorfose nosso recinto transformarei numa creche.

Composta em 26 de julho de 2006 – às 10h35

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments