Segredo de Amor ( vanerão )

 Venha e não volte capricha e logo vem Cansei de abraçar cansei de beijar.

Aceito você com todos os defeitos cansei de chamar você de meu bem.

Porque minha lamúria é a ausência, louco quero abranger tudo o que você tem.

Sua atitude de feminina deixa eu prisioneiro só de refém e tu vale por mais de cem.

Prisioneiro e solitário sem ajuda de ninguém eu quero cariciar seus cabelos estudar um novo neném.

 

Tua Constancia de libertina eu fico igual bode num cercado sem seus agrados.

Vejo teu corpo que explorei com sucesso teu regresso ajuda recordar do passado.

Você grunhia igual um suíno a vitória deixando eu sufocado extasiado.

 Outra vitória que nos aguardava em suor mergulhado num banhado.

Quero você a qualquer custo é com esse tipo de amor que estou acostumado.

 

Sou um garimpeiro que achou um diamante no interior estava enterrado.

Portanto a jóia no baú constante preservando diante do meu olhado.

Com os tentáculos de segredo de amante espero ansioso não quero ser fulminado.

Onde o amor permanece e é gostoso quando é de ambos sem medir os agrados.

Longe de você sou frágil leproso perto sou garanhão bem descansado.

 

Composta em 14/10/2006 Hora  10,42  

Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments