Adélio Carlini Contos Aventuras do pintor

Aventuras do pintor

 

Certo dia foi despertado a curiosdade de nossa família. Meu pai trouxe  na charrete  um cachorrinho  pintado   que levou o nome de pintor foi posto no meio da cozinha  minha irmã trouxe  uma lata de leite  e com uma gulosidade sem tamanho  foi ingerido ,Crescia instantaneamente que ficou um brutamonte  e era amigo das visitas que aproximava sem dar um latido mais era de raça buldogue, era carrancudo feio  mais inofensivo  era de calda cortado rente que ao balançar a cauda ninguém via . E caçava todo dia no brejo perto da casa os coelhos passava todos na cara e vinha todo enlambuzado  de lama do brejo  mais uma grande bacia de polenta os esperava  que não sobrava nada, com o tempo minha mãe foi ficando  enraivada  porque saboreava os coelhos e a polenta e ainda erguia o focinho   cheirava  e ia direitinho  na ninhadas de ovos  quer no cesto do galinheiro ou no mato  onde as galinhas botavam Ela disse volte e leve bem longe para não voltar jamais  e meu irmão colocou ele muito alegre sacudindo o toco da cauda  embarcando daí no corcel  e foi solto em Itararé que veio do  Reanópalis em Sengés  andou no corcel 26 quilômetros  solto na rua a 1ª pessoa que  o pintor viu acompanhou   em casa de gente rica e tratavam com leite B  carne filé, alcatra  devido a sua carranca era de dar medo e foi um bom guardião. Mais aos poucos foi tomando liberdade acompanhando outros cachorros não era mais caipira mais nem olhava para as festinhas ao redor um dia um caminhão colheu e foi esmagado  em total a dona não podia se conformar ao ver o desastre.ao passar o lixeiro   e os restos do pintor foi levado na carroceria dum trator e causou uma festa em alegria aos urubus num banquete  em hora certa onde os urubus estavam na estiagem por dias a fio.
O pintor que viajou de charrete  de corcel   de trator  depois  voou nos ares  mais desta vez no papo dos urubus
Composta em 23 de agosto de 2009

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Conteúdo relacionado