Adélio Carlini Iridio e Irineu Laço da Saudade

Laço da Saudade

Letra:
Abre a porta meu bem abra a porta
Abre a portra que estou chegando agora
Vim amarrado pelo laço da saudade
E apertando este meu burrão na espora
Saí de casa prá levar uma boiada
Pois um peão precisa sobreviver
E viajando de quebradas em quebradas
Eu vi o lindo manto da noite descer
Parei o gado e desarriei a tropa
Mas a canseira não me deixava comer
Deitei na rêde mas quando vi a lua
Perdi o sono com saudade de você

Os passarinhos me fizeram serenata
E as estrelas tomou conta da boiada
Um urutal que gritava lá distante
Representava um peão lá nas quebradas
Os curiangos cantaram a noite inteira
Me convidando prá soltar o gado na estrada
E o sereno quando me pingou no rosto
Era o céu chorando de madrugada

Eu encontrei muitas flores no caminho
Nem a boiada nem a tropa não pisou
Porque eu via num botão de uma roseira
A imagem linda de você meu grande amor
O meu destino não me deixa de arribada
Porque a saudade é o seu pielador
Eu trouxe poeira e um punhado de cançaso
E prá você um lindo buque de flôr.

Vídeo:
Para assistir, clique no botão Play

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.