Adélio Carlini Bíblia Livro de Jô

Livro de Jô

 

Embora nós ao ler muito e muito passamos despercebido e notem o que Jó diz Conta os passos. Jô 14:16, rocha mudada,18,perdas desgasta com agua19, pó da terra  a enxurrada leva19, destruída a esperança do homem mortal 19, alma chora enquanto viva22, e viva tem palavras ventosas16:3,e progride com eficácias e nada de bom tem na assembléia 7, há magreza 8, Deus entrega nas mãos de garotos 11, nada de tranqüilidade 12, fende os rins e a vesícula biliar13, sombra tenebrosa nas pálpebras 16,porta vozes contra 20, em claro olhando para Deus 20 olhos hospeda no meio de comportamentos rebeldes 17:2, apertos de mãos3, companheiros informados 5, cospe na face 17:6, por causa de apóstata até inocentes ficam agitados 8, justo é preso no caminho9,os de mãos limpas aumentam em forças9,todos sem sabedoria 10, dez vezes de reprovação 19:3, engano é hospede 4, veredas broqueada escuridão no caminho 8, sem esperança igual uma arvore 10, vem tropas unidas e acampa contra 12, amigos íntimos e conhecidos não existem 14, escravas e forasteiros são estranhos 15, o servo não responde 16,hálito afugenta a esposa 17, para irmão tornei fedorento 17, só garotos levanta falando contra 18, grupos íntimos detestam 19 escapa com a pele dos dentes 20, um pouco de favor já alivia 21,palavras escritas 23, com estilo de ferro e chumbo 24, raiz da questão acha em mm28,espadas significa furor dos erros 29,  como palha na frente do vento 21:18 recompensa para saber 19, olhos vê a descendência bebe o furor20, na sua casa não há agrado depois 21,Deus julga até elevados 19:22 morrerá quando gordo em auto suficiência despreocupado e tranquilo 23,não come coisas boas 21:25, sem informação de caminhos 31, sem recompensa 31,vigília no tumulo 32 para que os torrões dos vales da torrentes fique doce25:33 preocupação é rebeldia mão pesada por causa do suspiro 23:2 desejo de lugar fixo 23:3, o reto resolverá as questões 23:7 e o juiz salva ele para sempre,7 muitos conhece o caminho10, e depois é provado igual ouro 10, o pé prende os passos 11,mandamentos dos lábios 12, enriquece com dizeres da boca12, um só pensamento 13, almejo da alma 13, executa o que escreve14, coração  tímido Deus fez 16 escuridão silencia 17, trevas cobrem a face17,tempos não guardado pelo Todo Poderoso 24:1, recuam o marco divisório2, tomam jumento de menino órfão 3, e penhor o touro da viúva 3, aparta o pobre do caminho 4, atribulados escondem 4, zebras é ativas em custeio 5, planície desértica dá pão (rapazes) 5, campo ceifam 6, e despojam o vinhedo  do iníquo6, passam frio 7, ensopados pelo temporal dos montes 8, sem abrigo abraça a rocha 8, mesmo de peito o menino órfão é arrebatado atribulado sem o penhor 9,em nudez carrega espigas ceifadas 10, na fartura e nem água para tomar tem 11, na cidade gemem 12, feridos clamam 12,  ao não conhecer a luz 13, (os caminhos) sem conhecer 13, nem sendas merecem 13, assassino levanta de madrugada para matar o atribulado  e roubar o profissional 14, adultero encapuzado ao crepúsculo 15, é morcegos de dia escondem 16,  embora conheçam o perigo da noite tenebrosa  ou o cemitério 17,  sem vinhedos é leigos, só sabem o mal é em cima das águas mundanas que navega 18, sobra a morte sua terra é amaldiçoada sem calor sem neve, sem água bichos devoram 19, seu trato com mulher estéril ou viúva que não faz bem 21, olhos não descuidam23, é como estrela cadente somem24, braços sem forças pode confiar no poder26:2 e a multidão sabem 3,tem comunicação 4, igual a peixes debaixo de água tremem os impotentes5, a sepultura está em oferta 6,Deus tem tudo ao alcance7, nuvens é protegida 8, (Isaías 60:8) interna a nuvens na face do trono9,as águas tem cerca para não envadir10 até o céu pasma com a sensura11 o arremetedor jaz 12o vento poliu o céu e a serpente  despencou 13, é uma sílaba apenas da introdução26:14nem o trovão entendem14,espírito de Deus está nas narinas 27:3 visto ele representar o reino eis a descrição minha própria língua e meus lábios sem injustiça 4, minha justeza meu coração 6,  Continuará  na próxima.

Composta em10/10/2009

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Conteúdo relacionado